domingo, 11 de dezembro de 2011

Onde estão as luzes?

Não consigo ver... a cidade está escura...as luzes apagaram ou nunca se acenderam?
É fácil criticar... difícil é ser como eu....Onde estão as luzes?
Ei você ai porque não acendeu a luz?
Ei você que me criticava por não acender a luz ainda não acendeu a luz?
Já estamos nas vésperas... e as luzes da cidade continuam apagadas.A cidade está sem brilho e sem magia...
É fácil dizer ou ter idéias, porém o difícil é colocá-las em prática quando não se tem um governo com um olhar cultural
As idéias continuam a fervilhar e como gostaria de colocar pontinhos de luz pela cidade.
Ah! Se eu pudesse como na música pontilhar a minha cidade com luzinhas brilhantes para o meu Natal chegar.
Ei você pontilhe a sua cidade começando pela sua aldeia (sua casa) para o Natal chegar.
Onde estão as luzes?Está dentro de mim, de você, dentro de cada um de nós.
Coloque seu candeeiro bem no alto para brilhar para o seu próximo...onde estão as luzes?

terça-feira, 15 de novembro de 2011

II Encontro de Fiandeiras -Tema -Entrelaçando e Enveredando

Cada ser humano é um eixo de interações de ensinar e aprender, cada pessoa é em si mesmo uma fonte original de saber e de sensibilidade. Em cada momento de nossas vidas estamos sempre ensinando algo a quem nos ensina e estamos aprendendo alguma coisa junto a quem ensinamos algo. Ao interagir com ela própria, com a vida e o mundo e, mais ainda, com círculos de outros atores culturais e de seus círculos de vida, cada pessoa aprende e reaprende. E, assim, cada mulher ou homem é um sujeito social de um modo ou de outro culturalmente socializado e é, portanto, uma experiência individualizada de sua própria cultura.
A educação do município de Guarda-Mor revendo seu currículo ganhou em termos de qualidade com o Projeto de Educação Patrimonial dissertando o Tema: “Entrelaçando e Enveredando" reintegrando e fazendo interagirem as diferentes criações culturais do espírito humano, com um mesmo valor. Ensinar a pensar e sensibilizar o pensamento entretecendo a arte do fiar valorizando o fazer artístico das criações populares.
Com este espírito artístico teve culminância o referido Projeto com várias apresentações sendo elas: CRAS –CENTRO DE REFERÊNCIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL- Guarda-Mor, com a coordenação da Profa.Luciene Marques de Freitas onde os produtos foram confeccionados por mãe e idosas,a presença da Casa do Artesão da cidade de Vazante apresentando um belíssimo trabalho de flores e trabalhos manuais como tapetes e porta papel), a presença da artesã Valdeci da cidade de Paracatu expondo seus colares e vários outros artesanatos.
Segundo a Profa. Fernanda que direcionou os trabalhos com os alunos do quinto ano da Escola Dorotéa Borges Novelino no período matutino e vespertino o II Encontro de Fiandeiras é uma culminância do trabalho desenvolvido na referida escola. Durante o desenvolvimento do Projeto de Educação Patrimonial foi deixado marcas, pegadas, trilhas, caminhos e estradas que foram abertas através de um movimento circular de produção de conhecimentos que, desde os saudosos tempos de Mário de Andrade, chamamos de bens culturais: saberes de um povo.
O fiar mais uma vez encanta as crianças num entrelaçar de mãos enveredando a história de um povo e que denominamos cultura. E é através desta cultura que nos conhecemos, conhecemos o outro e formamos nossa identidade, pessoal e coletiva, criando raízes. As crianças do quinto ano aprenderam a história de Guarda-Mor, a importância do tombamento, os instrumentos usados pelas fiandeiras como: roda, carda, dobradeira, descaroçador, tear, arco, fuso e etc.
Foi realizada oficina com os alunos de: tingimento, descaroçar o algodão, como fazer o fio da linha e também como é levado o fio para o tear com a finalidade de tecer: coberta,tapetes,colchas e etc.Os alunos aprenderam a arte do crochê,marca, cruzada e desenvolveram poesias e redação sobre a importância do fiar e estes serão encaminhados ao IEPHA.Durante a exposição do II Encontro de Fiandeiras estiveram presentes animando o evento a Folia de Reis "Chico Monteiro" e a "Orquestra da Viola" de Vazante encantando os atores expectadores que se fizeram presentes.
Enfim, parabéns aos organizadores da educação e cultura do município de Guarda-Mor no relembrar constante dos princípios do relativismo cultural para as novas gerações, na valorização da diversidade cultural, nos valores como respeito e tolerância; no estímulo permanente à curiosidade pela cultura e identidade tradicional, divulgando-as para que sejam conhecidas e reconhecidas na sociedade abrangente, de modo que seja transmitida a vontade de aprender, vivenciar, compreender, repassar e reinventar as tradições da nossa gente, do nosso povo.
Segue abaixo publicação de vídeo sobre o evento:
http://www.youtube.com/watch?v=ijZJ2m00Opk&feature=feedu



Por: Profa. Rosângela Bianchi
Fotografia: Profa. Rosângela Bianchi



sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Programação do IV Festival Nacional de Teatro Universitário de Patos Minas

IV Festival Nacional de Teatro Universitário de Patos de Minas

Acesso aos espetáculos:
1kilo de alimento não perecível = INGRESSO
Participem!!!!

Troque seu material por um ingresso nos postos abaixo:

Água de Cheiro– Pátio Central Shopping
Núcleo de Arte e Cultura – UNIPAM (Rua Major Gote n°808-Bloco M - sala 104)
Teatro Municipal Leão de Formosa


Dia 12 de outubro – Quarta-feira

19:00h Teatro Municipal Abertura Oficial
19:30h Teatro Municipal “AS MELHORES HISTÓRIAS DE PINÓQUIO”
Infantil Censura: LIVRE
*Espetáculo não competitivo
Apoio: Centro Universitário de Patos de Minas
Acesso Gratuito
Grupo TUPAM Patos de Minas/MG
UNIPAM 60 min

Dia 13 de outubro – Quinta-feira

Horário Local Espetáculo Grupo Cidade/ Faculdade Duração
17:00 Praça do Coreto “RAPUNZEL”
Infantil Censura: LIVRE
*Espetáculo não competitivo
Apoio: Centro Universitário de Patos de Minas
Trupe de Truões Uberlândia/MG
UFU 45 min
18:30 SEST/SENAT Cod. 13 “OPERA DO MALANDRO”
Comédia Censura: 18 anos Dez Pras Duas Coletivo Teatral Rio de Janeiro– RJ
UniverCidade 1 h e 50 min
20:20 Discussões sobre o espetáculo apresentado
21:00

Teatro Municipal


“Intercambio de Ideias: Teatro Chileno e Teatro Brasileiro”

*Acesso Gratuito
Apoio: Centro Universitário de Patos de Minas

Grupo Lucidez Infante


Santiago / Chile
60 min


Dia 14 de outubro – Sexta-feira

07:00 h - Recepção dos grupos e credenciamento
07:30 ás 09:00 h - CAFÉ DA MANHÃ

Horário Local Espetáculo Grupo Cidade/ Faculdade Duração
09:00 h SEST SENAT Cod. 09 “O APOCALIPSE OU O CAPETA DE CARUARU”
Comédia Censura: LIVRE Grupo de Teatro do Largo São Paulo - SP
Fac. De Direiro do Largo de São Francisco / USP 1 h e 20min
10:20 h Discussões sobre o espetáculo apresentado
11:00 h Teatro Municipal Cod.29 “ELAS NUM TEMPO IRROMPIDO”
Drama Censura: LIVRE Coletivo Teatro da Margem Uberlândia-MG
UFU 50 min
11:50 h Discussões sobre o espetáculo apresentado

12:00 h
Centro Universitário

ALMOÇO
13:30 h SEST/SENAT Cod.16 “A CANTORA CARECA”
Comédia Censura: LIVRE Grupo Giz de Teatro Uberlândia-MG
UFU 60 min
14:30h Discussões sobre o espetáculo apresentado
15:00 h Teatro Municipal Cod. 05 “SUAVE [IN] PURA BRANCURA”
Drama Censura: Livre
Coletivo [Entre] Teatro Dança Contagem - BH
UFMG 50 min
15:50 h Discussões sobre o espetáculo apresentado
16:30 h Praça do Coreto Cod. 28 “AMOR POR ANEXINS”
Comédia Censura: LIVRE Grupo de Teatro Guará Goiânia – GO
PUC 40 min
17:10 h Discussões sobre o espetáculo apresentado
18:00 h LANCHE
19:00 h SEST/SENAT Cod.15 “O LENHADOR”
Comédia Censura: LIVRE Cia Espiral de Teatro Londrina - PR
UEL 55 min
19:55 h Discussões sobre o espetáculo
20:30h Teatro Municipal Cod. 08 “AS CRIADAS”
Drama Censura:16 anos
*Espetáculo não competitivo
Espetáculo vencedor do III Festival
Categoria Drama
Ingresso: 10,00
Cia teatral Confraria do Tambor Uberlândia – MG
UFU 1 hora e 10 min

Dia 15 de outubro– Sábado

07:30 às 9:00 h Centro Universitário CAFÉ DA MANHÃ
09:00h SEST/SENAT Cod. 23 “A VISITA DA VELHA SENHORA”
Comédia Censura: 14 anos TUM (Teatro Universitário de Maringá) Maringá – PR
Univ. Estadual Maringá 1h e 30 min
10:30 h Discussões sobre o espetáculo
11:10 h Teatro Municipal Cod.10 “A PERSEGUIÇÃO”
Drama Censura: LIVRE Teatro do Confim São Paulo – SP
UNESP 45 min
11:55 h Discussões sobre o espetáculo
12:00 h Sala do Centro Universitário
ALMOÇO
14:00 h SEST/SENAT Cod. 17 “MURRO EM PONTA DE FACA”
Drama Censura: 12 anos Contra-Censo Curitiba-PR
Univ Federal do Paraná 1:20 min
15:20 h Discussões sobre o espetáculo
16:00 h Teatro Municipal Cod.03 “CACO - Possível Produção de Memória para o espaço da casa”
Drama Censura:16 anos Miúda Rio de Janeiro-RJ
UFRJ 1 h e 10min
17:10 h Discussões sobre o espetáculo
17:30 h Hall de Entrada
do SEST/SENAT CONTAÇÃO DE HISTORIAS
Censura: Livre
Mostra Grupo Companhia da Dita Santana de Parnaíba - SP
UNESP/SP
45 min
18:00 h Centro Universitário
LANCHE
19:00 h SEST/SENAT Cod. 01 ``S``
Drama Censura: 16 anos Grupo Aberratio Rio de Janeiro-RJ
UNIRIO 1h e 15 min
20:15 h Discussões sobre o espetáculo
21:00 h Teatro Municipal
Cod.02 “O ENCONTRO DAS ÁGUAS”
Drama Censura: 14 anos
Cia Teatral Vernáculo Salto – SP
CEUNSP 1 h e 15 min
22:15min Discussões sobre o espetáculo

Dia 16 de outubro – Domingo

07:30 às 9:00 Centro Universitário
CAFÉ DA MANHÃ
09:00 Teatro Municipal Cod. 21 “CINCO OU SEIS COISAS QUE SEI”
DRAMA CENSURA: LIVRE Grupo Pé Sujo Furb – Universidade de Blumenau 45 min
09:45 Discussões sobre o espetáculo
10:30 SEST/SENAT Cod. 07 “CLOWN OU PALHAÇO SE PREFERIR...COMO TE GUSTA?”
Comédia Censura: LIVRE NUTRA Teatro Brasília-DF
UNB 40 min
11:10h Discussões sobre o espetáculo
11:30 Centro Universitário
ALMOÇO
13:30 h Teatro Municipal Cod.19 “DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL”
Drama Censura: 16 anos Cia Provisória Rio de Janeiro-RJ
Unirio 1 h e 10 min
14:40 h Discussões sobre o espetáculo
15:30h SEST/SENAT Cod.14 “O FEITIÇO”
Comédia Censura: LIVRE Autônomos de Teatro Uberlândia-MG
UFU 60 min
16:30 h Discussões sobre o espetáculo
17:00 h LANCHE
18:00 h Teatro Municipal Cod.11 “A CARTOMANTE”
Drama Censura: 12 anos Liquidificador Brasília-DF
UNB 1h e 20 min
19:20 h Discussões sobre o espetáculo
19:30
Praça do Coreto “O VAQUEIRO QUE NÃO SABIA MENTIR”
Censura LIVRE
*Espetáculo não competitivo Cutucurim Angra dos Reis - RJ 60 min
21:00 h PREMIAÇÃO
Sucessos aos organizadores do evento!!!

domingo, 18 de setembro de 2011

III ART MOR - JORNADA CULTURAL

A Prefeitura Municipal de Guarda-Mor por meio da Casa de Cultura começou  no dia 15/09 a realização da III Jornada Cultural com o tema "Quando a minha história conta a história de todos". No dia 15/09 realizou a visita guiada na Fazenda Conceição (tombamento histórico Municipal) de propriedade do Sr. José Filho, com os alunos da Escola Municipal Dorotéa Borges Novelino do 5º ano fundamental com saída ás 07h30min da manhã para os alunos do matutino e às 12h30min com os alunos do vespertino com a finalidade de valorização e conhecimento dos bens móveis tombados do município. No dia 18(sábado) houve uma belíssima exposição de artesanato regional.
As artesãs foram:
Equipe do Crass:
*Maria Madalena, Deisiane, Maria de Fátima, Maria Jordão, Ione Maria com a supervisão da facilitadora Profa. Luciene Marques.
Tivemos também como expositoras dos seus trabalhos as artesãs:
Arlene Dias, Cleide Zacarias, Silvania Cardoso e suas filhas Daniela e Rafaela, Kátia Corrêa, Rubia Adriana, Silvania Corrêa (Vaninha do Batista), Divina Assunção  e a artesã Valdeci do município de Paracatu/MG.



Na parte da tarde tivemos apresentação da Folia de Reis Municipal e a noite espetáculo dançante apresentado pelas escolas: Escola Municipal Dorotéa Borges Novelino, Escola Municipal Dr. Sérgio Ulhôa, Escola Estadual Dr. Antonio Ribeiro e marcou presença a academia Podium Vida.Os artistas da terra cantaram e encantaram  o evento  demonstrando os seus talentos musicais.
Aos organizadores e participantes parabéns pela iniciativa cultural.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Até que, enfim, tomaram providência!!!!!!

Projeto de Lei 267/11
A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 267/11, da deputada Cida Borghetti (PP-PR), que estabelece punições para estudantes que desrespeitarem professores ou violarem regras éticas e de comportamento de instituições de ensino.Em caso de descumprimento, o estudante infrator ficará sujeito a suspensão e, na hipótese de reincidência grave, encaminhamento à autoridade judiciária competente.A proposta muda o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) para incluir o respeito aos códigos de ética e de conduta como responsabilidade e dever da criança e do adolescente na condição de estudante. De acordo com a autora, a indisciplina em sala de aula tornou-se algo rotineiro nas escolas brasileiras e o número de casos de violência contra professores aumenta assustadoramente. Ela diz que, além dos episódios de violência física contra os educadores, há casos de agressões verbais, que, em muitos casos, acabam sem punição.O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Fonte:http://primasfalando.blogspot.com/2011/04/camara-analisa-projeto-de-lei-que-pune.html
Por favor copie e cole e repasse esta novidade em apoio aos Professores.



terça-feira, 6 de setembro de 2011

IV Festival Nacional de Teatro Universitário de Patos de Minas

O IV Festival Nacional de Teatro Universitário de Patos de Minas divulga peças selecionadas. Serão
18 espetáculos que foram  selecionados e concorrem a prêmios que totalizam R$6,00 mil. Quarenta espetáculos vindos de vários estados brasileiros se inscreveram para participar do IV FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO UNIVERSITÁRIO DE PATOS DE MINAS. Foram várias propostas teatrais com uma linguagem definida, comprometimento com a arte de grandes universidades dos estados do Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Sergipe, Bahia, Goiás e Distrito Federal.
A abertura do evento acontece no dia 12 de outubro com o grupo TUPAM (Teatro Universitário de Patos de Minas), apresentando “As melhores histórias de Pinóquio”- direção de Consuelo Nepomuceno.

Dia 13 de outubro temos ilustres e especiais convidados pertencentes à compañía de teatro, creada en la ciudad de Santiago de Chile el año 2005, por actores egresados de la Universidad de las Artes y Ciencias Sociales ARCIS. “LUCIDEZ INFANTE” apresentará “Felicidad”.
Ainda no dia 13 de outubro, participando como mostra teatral, a Trupe de truões de Uberlândia apresenta: Rapunzel, um espetáculo de rua lindíssimo.
“AS CRIADAS” que recebeu o prêmio de “Melhor Espetáculo - drama” no III Festival se apresenta no dia 14 de outubro em horário nobre.


Grupos Selecionados

1- Cia. Teatral Vernáculo “O Encontro das Águas” CEUNSP/SP Drama

2- Grupo Aberratio “S” UNIRIO/RJ Drama

3- Grupo Miúda “CACO – Possível produção de memória para o espaço da casa” UFRJ/RJ Drama

4- Grupo Coletivo [entre]Teatro Dança “Suave [In] Pura brancura” UFMG/MG Drama

5- Grupo Teatro do Confim “A Perseguição” UNESP/SP Drama

6- Grupo Liquidificador “A Cartomante” UnB/DF Drama

7- Cia. Provisória “Deus e o Diabo na terra do Sol” UNIRIO/RJ Drama

8- Grupo Pé Sujo “Cinco ou seis coisas que sei” Universidade Regional de Blumenau/SC Drama

9- Grupo Coletivo Teatro da Margem “Elas num tempo irrompido” UFU/MG Drama

10- Grupo Contra-senso “Murro em ponta de faca” UFPR Drama

11- Grupo Dez Pras Duas Coletivo Teatral “Ópera do Malandro” UniverCidade – Unidade Ipanema Comédia

12- Cia. Espiral de Teatro “O Lenhador” UFL/PR Comédia

13- Grupo Giz de Teatro “A Cantora Careca” UFU/MG Comédia

14- Grupo TUM – Teatro Universitário de Maringá “A Visita da Velha Senhora” Universidade Estadual de Maringá/PR Comédia

15- Grupo NUTRA Teatro “Clown ou Palhaços se Preferir... como te gusta?” UnB/DF Comédia

16- Grupo de Teatro Guará “Amor por Anexins” PUC- Goiás Comédia

17- Grupo de Teatro do Largo “O Apocalipse ou o Capeta de Caruaru” Faculdade de Direito do Largo de São Francisco/USP Comédia

18- Grupo Autônomos de Teatro “O Feitiço” UFU/MG Comédia Infantil



sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Importância do cafezinho e do Professor.

Todo respeito com a categoria! Sou professora também.
Dois leões fugiram do Jardim Zoológico.

Na fuga, cada um tomou um rumo diferente. Um dos leões foi para as matas e o outro foi para o centro da cidade. Procuraram os leões por todo o lado, mas ninguém os encontrou.

Depois de um mês, para surpresa geral, o leão que voltou foi justamente o que fugira para as matas. Voltou magro, faminto, alquebrado. Assim, o leão foi reconduzido a sua jaula.

Passaram-se oito meses e ninguém mais se lembrou do leão que fugira para o centro da cidade, quando um dia, o bicho foi recapturado. E voltou ao Jardim Zoológico gordo, sadio, vendendo saúde.

Mal ficaram juntos de novo, o leão que fugira para a floresta perguntou ao colega:

- Como é que conseguiste ficar na cidade esse tempo todo e ainda voltar com saúde? Eu, que fugi para a mata, tive que voltar, porque quase não encontrava o que comer ... !!!

O outro leão então explicou:

- Enchi-me de coragem e fui esconder-me numa repartição pública. Cada dia comia um funcionário e ninguém dava por falta dele.

- E por que voltaste então para cá? Tinham acabado os funcionários?

- Nada disso. Funcionário público é coisa que nunca se acaba. É que eu cometi um erro gravíssimo. Tinha comido o diretor geral, dois superintendentes, cinco adjuntos, três coordenadores, dez assessores, doze chefes de seção, quinze chefes de divisão, várias secretárias, dezenas de funcionários e ninguém deu por falta deles! Mas, no dia em que eu comi o que servia o cafezinho... Estraguei tudo!!!

Experimenta tambem comer professor para ver quanta gente vai gritar!!!

Não por sentir falta ou gostar de algum professor, muito pelo contrário, mas por não ter quem fique com as crianças !!!!!!!!!!!
Autor desconhecido.



segunda-feira, 20 de junho de 2011

Blog do Euler: Aos que estão em sala de aula, enquanto estamos na...

Blog do Euler: Aos que estão em sala de aula, enquanto estamos na...: "Aos que estão em sala de aula, enquanto estamos na luta Caros colegas que ainda não aderiram à greve em Minas Gerais. Este texto é dedic..."

Projeto de capacitação em turismo em Minas Gerais

Projeto de capacitação em turismo em Minas Gerais


Qualificando o setor turístico de Minas
O Projeto de Capacitação em Turismo em Minas Gerais tem o objetivo de qualificar todos os setores ligados à atividade turística no estado. Fruto de um convênio entre a Fundação L’Hermitage e o Ministério do Turismo, a iniciativa busca aperfeiçoar cada detalhe dos serviços de atendimento ao turista.
Por meio de cursos presenciais, e do ensino à distância, o projeto irá abordar temas como atendimento de excelência, ética, cidadania, postura profissional, qualidade em serviços, comunicação e relações humanas.
A preparação para o recebimento de turistas durante a Copa do Mundo também entra na iniciativa como um dos pontos principais. O impacto que esta competição tem sobre as economias, sua capacidade de gerar riquezas, apenas cresce ao longo do tempo. Vale ressaltar que a FIFA estabelece certos critérios atrelados ao segmento turístico, sendo o cumprimento destes em Minas Gerais, uma das metas do projeto.
Professores e palestrantes renomados serão os encarregados de ministrar as aulas, e participarão dos eventos de mobilização. Cursos de atrativos turísticos, que ensinarão aos participantes quais são as riquezas e atrações de cada cidade, e mostrarão as maneiras de explicá-las, são alguns dos diversos que integrarão o projeto.
Cursos disponibilizados via EAD
História e Cultura de Minas Gerais

Atrativos Turísticos Minas Gerais

Receptivo

Planejamento e Organização de Eventos

Audioaula para Taxistas: Atrativos Turistico

Audioaula para Taxistas: Atendimento ao Turista

Políticas Públicas e Regionalização

Marketing Turístico
Metodologia

EAD - Ensino a Distância

Os alunos irão acessar o curso pela Internet, e estudar assistindo às vídeo-aulas do curso, além de terem acesso ao material didático do curso utilizando o Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA.

Pré-requisitos

Computador conectado a internet, e ter mais de 16 anos de idade.

Público Alvo

O público-alvo da iniciativa reúne empresários e profissionais dos setores de alimentação fora do lar (garçons, atendentes, auxiliares de garçom, feirantes e vendedores ambulantes de produtos alimentares); transporte (recepcionista de locadoras, motoristas de ônibus de turismo e taxistas); e receptivo local (agentes de viagem, operadores de turismo e guias de turismo). Também fazem parte do projeto os segmentos de meios de hospedagem (mensageiro, capitão porteiro, recepcionista e governanta), negócios e eventos (recepcionistas, atendentes e tradutores), e segurança e saúde (guarda estadual/municipal, atendimento dos hospitais).

Carga Horária dos Cursos EAD

30 horas/aula distribuídas da seguinte forma:

02h/aula de Vídeo-Aulas. (Distribuído em Capítulos)

08h/aula de auto estudo da Aposila do Aluno.

20h/aula de auto estudo no Espaço do Aluno que possui as seguintes funcionalidades.
Referência Bibliográfica do Curso para Download;
Fórum de Discussões;
Perguntas e Respostas Frequentes;
Links Relacionados ao Curso;
Vídeos da Internet Relacionados ao curso;
Canal de Atendimento ao Estudante
Inscreva-se através do site: www.capacitacaoemturismomg.org.br

quarta-feira, 15 de junho de 2011

GUARDA-MOR AGUARDA CHEGADA DA RELÍQUIA DE SANTA RITA DE CÁSSIA


O mosteiro de Cascia, na Itália, concedeu à Paróquia de Santa Rita de Cássia em Guarda-Mor-MG uma relíquia de Santa Rita, com certificado de autenticidade. Os paroquianos estão se preparando pra a recepção da relíquia que acontecerá no dia 23 de julho de 2011. Às 09:00, nas proximidades da Venda dos Tains à margem da Rodovia MG 188 (entre Coromandel e trevo de Vazante), um carreata recepcionará o cortejo da Relíquia vindo de Uberlândia. A chegada na Matriz de Santa Rita em Guarda-Mor está prevista para as 10:00, onde os fiéis estarão aguardando a relíquia para veneração e Bênção das Rosas. No dia 24 de julho acontecerá a 1ª caminhada de Santa Rita de Cássia saindo às 06:00 de frente à comunidade São Benedito no Buriti (às margens da MG 188). A relíquia ficará exposta pra veneração pública após a chegada no dia 23 até o dia 24 de julho. No dia 24 de julho acontecerá a 1ª Caminhada de Santa Rita que sairá do Buriti (às margens da MG 188) às 06:00 da manhã. Os devotos caminharão mais ou menos 18 Km agradecendo, pedindo graças e divulgando a devoção à Santa das Causas impossíveis. A comunidade está mobilizada também para arrecadar fundos para aquisição de uma imagem fac-símille ao corpo incorrupto de Santa Rita. Maiores informações pelo e-mail: escritórioparoquial@santaritagmor.com.br ou tel.: (38) 3673-1392.

Divulgação da Festa de Santa Rita de Cássia no município de Guarda-Mor

Piso Salarial - Na Câmara Municipal de Guarda-Mor - Minha fala na integra.

Caros Leitores deste Blog este foi o argumento que usei ao fazer uso da Tribuna da Câmara Municipal de Guarda-Mor ao defender o Piso Nacional Profissional do Magistério- (Obs: na íntegra)


Ilustríssimo Senhor Presidente Hélio Silveira, na qual cumprimento os demais vereadores. Caros colegas e companheiros de luta, boa noite! Desde já agradeço por conceder essa tribuna para que pudéssemos solicitar apoio desta Casa referindo-me ao Piso salarial assunto tão questionado e debatido e também no sentido de avançar na concretização deste sonho tão esperado pelos educadores guardamorenses, é que nos fazemos presente aqui nesta reunião extraordinária.


Gostaria de começar minha fala perguntando aos nobres colegas educadores aqui presentes. Por favor, levante a mão quem está feliz com o salário base pago pela prefeitura municipal de aproximadamente 530 reais hoje?

Muito bem... Porque é isso senhores vereadores que os professores de Guarda-Mor ganham hoje como piso salarial. Dando um exemplo mais concreto o meu salário, caros vereadores, com o curso de graduação e pós-graduação, assim como muitos outros colegas possuem a mesma formação acadêmica, acrescidos no salário base de 530 reais chega a um valor com desconto de 744 reais.

Posso dizer como disse a nobre colega há dias atrás que meu numero é 744.

Vocês que são nossos representantes, e tem o dever de fiscalizar, acompanhar e fazer cumprir a lei conhece muito bem o quanto é devido a cada professor pelo seu serviço. Mas, para melhor comprovar, trouxe uma copia do meu contracheque para que vocês pudessem ver e apreciar a grandiosidade deste salário.

Ressalto também, aqui nesta casa, por exemplo, temos vereadores que também são professores, ai eu pergunto: vocês estão satisfeitos com o salário de vocês? Com certeza vocês sentem o mesmo que estamos sentindo agora. Muitas escolas da rede estadual de Minas Gerais estão em greve desde o dia 08 de junho. E a nível nacional, 08 estados já estão em greve. E dentre as reivindicações discutidas, todos em comum, querem somente o piso salarial, o que é de direito. Não é nossa vontade fazer paradas, greve ou movimentos para conquistar nossos direitos. Porque sabemos o quanto o nosso aluno fica prejudicado. Portanto, estamos tentando lutar pela melhor forma possível que é a negociação, o diálogo.

De acordo com o 1º parágrafo do art 2º da lei 11.738/08 diz que: O piso salarial Profissional nacional para os profissionais do magistério público é o valor abaixo do qual a União, os estados, o Distrito federal e os Municípios não poderão fixar o vencimento inicial das carreiras do magistério público da educação básica.

A decisão do supremo tribunal federal de que piso é vencimento inicial de carreira não cabe mais discussão judicial, devendo todos estados e Municípios revêem imediatamente suas tabelas salariais. É uma decisão irrecorrível com eficácia erga omnes(para todos) imediata.

A jornada de trabalho dos profissionais da educação são definidas no Plano de carreira dos estados e municípios e o nosso está definido uma jornada de trabalho de 25 horas semanais. A lei permite pagar o Piso integralmente a qualquer jornada que já se encontre em vigor e a nossa é de 25 horas.

Agora eu pergunto como pode um educador pós-graduado ganhar pouco mais de um salário mínimo num país cujo PIB está entre os oito maiores do planeta. E mais o estado de Minas Gerais que está entre os três estados mais ricos da federação. E o município de Guarda-Mor, uma mina das Minas Gerais, não paga o piso salarial para o professor decretando vergonhosamente uma desvalorização da profissão do professor e conseqüentemente da educação.

As pessoas, senhores vereadores, estão se descabelando com o valor do IDEB do município, em melhorar os resultados nas avaliações externas. Por que senão os recursos diminuem. Engraçado não?

Será que ainda não acordaram que piso salarial digno para o professor está vinculado também a melhoria desses resultados? Como desempenhar bem a nossa função, se estamos preocupados com o quanto vamos receber no final do mês, as contas a pagar do básico para nossa sobrevivência? Isso nos leva a uma auto estima baixíssima, desânimo de trabalhar, descrença pela profissão.

Como falar em qualidade de educação de qualidade, em melhorar resultados se não valoriza o profissional num todo, desde a sua remuneração até sua continua formação.

A lei do piso, senhores vereadores, que foi aprovada e sancionada em 16 de julho de 2008 já está quase fazendo aniversário novamente. Sem deixar de acrescentar aqui também, as progressões já fez aniversário no mês passado, e nada de concreto até hoje.

Embora estivesse suspensa provisoriamente pela ADI 4167, não deixou de existir até o julgamento do mérito pelo STF(Supremo Tribunal Federal), ocorrido no dia 06 de abril, que reconheceu a sua constitucionalidade plena.

A Lei do piso prevê também que o governante que comprovar que não tem recursos em caixa para pagar o piso, poderá solicitar a ajuda da União para complementar os investimentos com o mesmo. Para isso os prefeitos precisam provar que investem corretamente os 25% da receita na Educação.

Os educadores já foram vítimas da ADI (ação direta de inconstitucionalidade) 4167, que suspendeu o piso durante dois anos e agora senhores vereadores seremos vítimas de que? Do silêncio? Pois não podemos mais esperar.

Certo dia destes me disseram que tem que ter paciência, me desculpem, a minha já se esgotou.Chega de desculpas, o tempo para regularizarem a situação já acabou .

De acordo com o 2º paragrafo do 3º artigo da lei 11.738/08 foi estabelecido um prazo de transição até 31 de dezembro de 2009 para que estados e municípios pudessem se adequar e este prazo que já se esgotou.

Alguns defendem o governante municipal de que é a Lei de Responsabilidade Fiscal que tem deixado a administração entre a cruz e a espada, me desculpem a franqueza, mas se a administração não consegue dentro da lei de responsabilidade fiscal pagar o Piso salarial, então vai ter que chamar o tribunal de contas pra que possam aprender como fazer para pagar o piso para o professor, outros dizem; é o acórdão do STF (Supremo Tribunal Federal ) que não foi publicado . Só faltam dizer que o Papa, lá do Vaticano, não autorizou os reajustes salariais para os educadores guardamorenses. Qualquer desculpa esfarrapada serve para não nos pagarem um salário mais digno, que é devido por direito, algo mais decente, que garanta pelo menos a nossa sobrevivência sem que precisássemos correr atrás de outros cargos para dar conta de pagar parte das nossas despesas cotidianas.

Estamos aqui hoje para pedir socorro, pois vocês foram escolhidos pela comunidade para nos representar e achamos por bem começar as nossas reivindicações por esta casa e esperamos poder contar com o apoio de todos independentemente de partido político ou posição.

Quero deixar registrado, que a minha fala não é uma ação partidária política, eu particularmente não tenho nada contra ninguém. Eu acredito senhores vereadores, nobres colegas que se para um religioso o maior pecado é o da omissão, isso vale para o professor que ainda não entendeu que sua participação é fundamental para a transformação da sociedade. Formador de opinião sem opinião não forma nada e é por isso que estou aqui hoje juntamente com todos os meus nobres colegas educadores e demais comunidade.

Como todos sabem sou acadêmica de artes teatro e diante de uma apresentação teatral que tivemos na universidade no semestre passado ela hoje me faz refletir e quero deixar esta mensagem aqui pra vocês hoje encerrando a minha fala. Muitos poderão achá-la provocante, desafiadora e atrevida, mas tenham a certeza de que este poema é reflexo da alma daquele que é omisso diante da desmazelas das políticas públicas do nosso país.

O Analfabeto Político

Bertolt Brecht

O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.

O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.

Obrigada.

Rosângela Bianchi

domingo, 22 de maio de 2011

Lutando pela classe

http://www.youtube.com/watch?v=4P2QXsvxa6Y

Amanda Gurgel começa a sua fala com os números 930 como salário base mas quero informar aos leitores deste blog que sem vergonha nenhuma de fazer esta colocação o meu salário que não é o base(930) mas sim já incluído a graduação e pós graduação tem um número menor ainda 746. Sim uma vergonha nacional. E aproveito para fazer a seguinte pergunta.Para ser professor tem que ter graduação, pós graduação, mestrado e ai vai e pra ser vereador, deputado, heim ??? Qual a graduação necessária??Não vamos muito longe não, o país inteiro assistiu sem precisar falar de nomes(????) o nível educacional  de deputados mais eleitos no estado de São Paulo e pelo país afora. Gente que país é este o nosso, uma banalização enorme. E diante de tamanho desrespeito como é que vamos conseguir das autoridades políticas alguma consideração se graduação, pós graduação não tem importância nenhuma na vida deles pois estão no mais alto escalão da carreira pública sem ter feito nada e muitos completamente analfabetos.
Certo dia desses estava navegando pelos concursos públicos do país e olhando as exigências para poder concorrer as vagas e o valor salarial dos concursos para altos níveis de graduação.Enquanto os políticos do nosso país vergonhosamente recebe salários exorbitantes e na hora de votar os nossos salários não fazem o menor esforço de luta pela classe.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Não ao Subsídio

Hoje fiz minha opção salarial. Disse não ao subsídio do governo que para mim e para muitos outros colegas de trabalho não passa de uma enrolação e artimanha do atual governo.Imagina você que comparando o contra cheque anterior ao subsídio encontrei uma diferença de R$ 18,00 a mais.Pensei, argumentei e resolvi ficar com o sistema antigo pois nele terei meus quinquênios e outras coisas mais  ao longo da carreira.Acredito que nesta altura do campeonato não dá pra arriscar principalmente diante da decisão de que PISO, agora é PISO... e que a justiça do nosso país faça valer a nova lei.

sábado, 26 de março de 2011

Encontro das Fiandeiras-Guarda-Mor-MG

Mulheres fadas existem, elas são reais. Assim como, diversos tipos de seres habitam a Terra e fazem parte da Raça Humana, as mulheres fadas também convivem conosco, muitas vezes sem que elas mesmas saibam quem são. E assim como uma mulher fada, Dona Ana,mulher batalhadora teceu o encontro das mulheres fiandeiras. Nas primeiras horas da manhã chegaram cantando os mais belos versos que já ouvi.

Com mãos de fada o algodão foi se transformando em arte, uma expressão sincera do espírito das mulheres maravilhosas que por ali passaram.A cantoria do trabalho, realizado em mutirão, ajudava a marcar o ritmo e o movimento de fiar o algodão.

Em conversa com algumas mulheres que ali estavam pude perceber que a arte de fiar era uma atividade praticada desde cedo pelas mulheres da família, isto é, um trabalho feminino, desenvolvido ao longo das gerações. Segundo elas a arte de tecer era passada de mãe para filha desde os primeiros anos de vida. Esta atividade era utilizada como fonte de renda para o sustento da família. Dona Abadia, uma das artesãs relatou que havia o momento dos trabalhos coletivos, chamada de Traição, onde a dona da casa recebia a visita de várias outras mulheres que se achegavam para uma produção em maior escola e isto acontecia principalmente nos períodos de casamentos.Estes momentos eram chamados de “Mutirão das Fiandeira”. As mulheres ali presentes fizeram questão de ressaltar que a arte de fiar para elas representava não só trabalho mas também um lazer, por isso esta atividade era embalada por músicas.

Parabéns pelo trabalho de resgate da cultura popular e de identidade cultural  a todos aqueles que contribuíram para tornar visível e permanente o trabalho destas maravilhosas artesãs. Isto certamente contribuirá para que esta arte popular não desapareça e se torne cada vez mais uma importante expressão da cultura da comunidade.




 

sexta-feira, 11 de março de 2011

UMA NOTÍCIA QUE NOS ENTRISTECE.

MINUTO DE SILÊNCIO!

Dia 01/03/2011 os deputados federais mostraram a cara e não votaram o projeto de lei FICHA LIMPA. Para quem não sabe, ontem foi rejeitada a votação, na Ordem do Dia da Câmara Federal, o Projeto de Lei FICHA LIMPA, que impede a candidatura a qualquer cargo eletivo, de pessoas condenadas em primeira ou única instância ou por meio de denúncia recebida em tribunal – no caso de políticos com foro privilegiado – em virtude de crimes graves como: racismo, homicídio, estupro, tráfico de drogas e desvio de verbas públicas.
A IMPRENSA FOI CENSURADA E ESTÁ IMPEDIDA DE DIVULGAR! PORTANTO, VAMOS USAR A INTERNET PARA DAR CONHECIMENTO AOS OUTROS 198.000.000 DE BRASILEIROS QUE OS DEPUTADOS FEDERAIS TRAÍRAM O POVO!!!

Aniversário de Guarda-Mor

No dia 01 de março do corrente ano Guarda-Mor completou 48 anos de emancipação política.O processo de ocupação luso-brasileiro da região teve início com as expedições que cruzaram a atual região do Alto Paranaíba e do Noroeste de Minas atingindo o futuro distrito de Goiás no final do século XVI, mais tarde em 1673 houve duas famosas expedições que fizeram descobertas auríferas. Espalhando-se as boas novas da Minas de Goiás, mineradores e comerciantes da Capitania das Minas Gerais começam a se deslocar rumo ao oeste por muitas rotas e caminhos. O governo português decide em 1729 abrir uma única estrada para ligar Minas a Goiás, que será conhecida como Picada de Goiás. As cidades que surgiram nesta região evoluíram graças à abertura dessa picada. O atual município de Guarda-Mor estava na rota do caminho antigo denominado “Pica de São João Del-Rei,” aberto em 1737.

Com a abertura dos caminhos, foram concedidas sesmarias e um grande contingente humano começou a se deslocar tentando a sorte nas terras do Paracatu, passando pelas terras do atual município de Guarda-Mor. Para facilitar a fiscalização do contrabando de ouro naquelas paragens, reza a tradição de que ao pé do Chapadão dos Pilões, teria sido instalado um posto de fiscalização do ouro transportado para Uberaba. Fato corrente nas estradas de todo o território das minas, estes postos eram em geral gerenciados por um “guarda-mor”. Daí de depreende uma possível interpretação do topônimo do município.

Este posto de fiscalização cumpria também a função de rancho de tropas e hospedaria. No primeiro quartel do século XIX, SAINT-HILARE teria ali pernoitado, em sua viagem a província de Goiás: ...parei numa fazenda que tinha o nome de Guarda-Mor. Chama-se assim não por causa de seu atual dono e sim porque o seu primeiro proprietário tinha sido guarda-mor, pois a maioria das fazendas é batizada pela pessoa que a construiu... A partir dessa primitiva fazenda, com o tempo, surgiram ali casas de morada, estabelecimentos comerciais, uma capela, fazendo assim florescer o arraial. As terras para a edificação da capela Santa Rita fora doadas, segundo Caetano de Faria, pelos moradores locais em 1848, conforme Termo de Doação: ...eu José Maria Caldeira e minha mulher Anna Francisca Ribeiro, entre os bens de que somos senhores e possuidores livres e desembargados é bem assim, uma porção de campos que damos a Senhora Santa Rita, para uma capela que vamos edificar nesta fazenda do Guarda-Mor...

O arraial se consolidou inicialmente, em torno desta Capela permanecendo como parte do território de Paracatu. Em 1871, pela Lei nº 1837 de 10 de outubro, criou-se a Paróquia de Santa Rita dos Impossíveis de Guarda-Mor, desmembrando-se da Freguesia de Santo Antônio do Paracatu. Esta lei foi suprimida a 14 de novembro de 1873 e reabilitada pouco tempo depois. A época da criação do distrito de Vazante, em 1938, Guarda-Mor (então pertencente a Paracatu) cede parte de seu território. Quando Vazante eleva-se a categoria de município, em 1953, Guarda-Mor a integrá-lo. Somente em 1º de março de 1963, torna-se município.

Com a construção de Brasília, no final da década de 1950, a expansão agrícola para o centro-oeste, foram fatores importantes para o desenvolvimento do Noroeste e conseqüentemente para Guarda-Mor, intensificando o povoamento da região e na segunda metade do século XX, observa um aumento da população, acontecendo diversas benfeitorias na infra-estrutura urbana.
Mediante a proximidade da data do aniversário da cidade com as festividades do carnaval os organizadores resolveram fazer as festividades no dia 04 de março que culminou com o desfile, o tradicional bolo de aniversário de 48 metros e show logo após. O desfile mesmo debaixo de uma chuva muito forte foi belíssimo. Patrocinado pela Prefeitura Municipal e organizado com muito  esmero  pelos grande profissionais da educação deste município e por outras entidades locais. Parabéns a todos os educadores, pais, alunos, administração atual e comunidade local.