sábado, 17 de abril de 2010

Informativo

Senhores Pais, alunos e demais presentes.
Nós professores e demais servidores da rede estadual, estamos em greve desde quinta-feira, dia 08 de abril, e a greve é por tempo indeterminado.
Quais são os motivos da greve?
O governador Aécio Neves consegue através de propagandas alterar a verdade sobre a situação dos professores em Minas Gerais.
Cabe explicar inicialmente que a lei federal não é cumprida em nosso Estado. Foi determinado que nenhum professor ganhasse menos que o piso de R$ 950.00 (novecentos e cinquenta reais). Entretanto o piso atual é em média de R$ 500.00 (quinhentos reais). no Estado de Minas gerais, sendo considerado o oitavo pior salário do Brasil. Além do salário não corresponder ao que a lei nacional determina.
Muitos são os pedidos dos professores em greve, por exemplo:
* É descontado em nossos salários uma taxa para o IPSEMG- Assistência Médica, entretanto só existe atendimento em outras cidades, onde moramos não temos médicos e nem dentistas conveniados. Sendo necessário que o funcionário ao depender destes atendimentos tenha que se deslocar num raio de 300 km (ida e volta - cidade de Patos de Minas - MG) estamos reivindicando a construção de hospitais em cidades-pólos mais próximas para facilitar o acesso;
* É comum salas com 45/50 alunos, o que não é satisfatório para os alunos nem professores;
*Reivindica-se, ainda, a realização de concurso público, para p provimento de cargo de professores;
*Queremos o cumprimento da lei e a reposição justa dos salários, pois há treze anos e nove meses não há a devida reposição.
E é necessário esclarecer, ainda, que nossos salários não acompanham o salário mínimo, havendo aumento somente quando o governo quer.
A greve é para melhorar as condições de trabalho na escola para todos os funcionários e alunos.

Atenciosamente

Professores da Rede Estadual de Minas Gerais

Nenhum comentário:

Postar um comentário